Parte de mim


Imagem: John Merrill

PARTE DE MIM
(Rita Costa)

Há essa parte de mim
que não é meio-tom.
essa parte que tem pressa,
que é mar embriagante,
que é fogo incandescente,
quando descortina a noite...
que nela nada teme,
que dela se apodera,
devorando sentimentos
com ferocidade nas palavras,
violando qualquer regra
de forma passional.
Há essa parte de mim
que é ser incontrolável,
que é alma incapturável.
.
.
.

23 comentário(s):

Claudia Perotti disse...

Bonito o texto, Rita!
Há uma parte dessa em mim também!
Beijinhosssssssss

Rose & arte disse...

lindo,adorei!
sucesso sempre!
beijos

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
selma disse...

Poetinha,
Há em cada um de nós imensidão, dando-nos a dimensão exata, de existir enquanto e como poetas...
Eu gosto dos seus escritos, as vezes falam por mim, coisas que não sei dizer...
abraços poéticos.
Selma

poetry4kids disse...

... lindo blog, lido poema, maravilhoso!:-)

Thanks for your comment on: Poetry 4 Kids

Ciao,beijos
Milou

Fabíola Lopez disse...

DEVORANDO SENTIMENTOS...ME LEMBRA A MANEIRA DE COMO AUGUSTO DOS ANJOS...CASTRO ALVES...RETRATA O SENTIMENTO!!!TA MUITO BOM O TEXTO, COM ASPECTOS QUE APRESENTAM O QUESTIOANAMENTO DA VIDA HUMANA.

mandei anonimo...foi mal

Elizabeth disse...

Lindo! Aliás, como tudo aqui. Tomei a liberdade de copiar para meu blog...com os devidos créditos, é claro. Sucesso, querida! E uma excelente semana! Bjks.

Carlos disse...

belo poema uhullllll tem meme para vc no meu blog passa por la.........

SAM disse...

Querida Rita,

Lindo texto, sempre!

Reconheço-me nesta parte...Parte de mim.


Beijos com carinho

Anne R. Wolff disse...

Rita, lindo seu poema!
estou linkando seus blogs, se quiser adicionar o meu também ficarei feliz.

Bom dia pra vc!

Beijo
Anne

Cláudia Gonçalves disse...

Õ mulher danada pra escrever bonito... como pode?

Passei aqui...
Ah! Arrumei o link que me pediu...
Beijos.

Elza Fraga disse...

Oi, Rita. saudades de você, menina!!! Continua a escrever poemas lindos! cada vez melhores!
Desculpe se demorei a entrar em contato, estou proibida de net por causa daquele probleminha ocular, só que não obedeço,rsrs, mas diminuo bastante.
Bitokitas e virei sempre que o olho deixar visitar o seu espaço.

Letícia Castro disse...

É a parte da liberdade, né Rita? Lindo o seu poema e continue enfeitando a vida com poesias, pois vc sabe como fazê-las.
Obrigada pelo comment lá no Babel, seja bem-vinda sempre!
Beijão!
Letícia.
http://babelpontocom.blogspot.com/

Elizabeth disse...

Rita, eu é que agradeço, querida, pelo prazer que vc nos proporciona com seu trabalho. Bjão.

Susanna Martins disse...

Que palavras lindas para descrever situações em que é difícil saber se é nós mesmos que estamos fazendo. Existe algo misterioso em cada um de nós, e que fica difícil controlar.
Parabéns pelo texto!!
Abs
Susanna Martins

Ramon Alcântara disse...

À margem do seu caderno, nesta poesia, eu escrevi: eu sou metade, isso; a outra metade, a kilo; e o que não entendo, enguiço.

ABZZZ

Caçula disse...

Olá
o seu blog é muito bem feito,
as poessias são otimas
tbm tenho um de uma passada la?
www.caculamello.blogger.com.br

Um bom começo de semana!
Caçula'

Jeniffer Santos disse...

"Há essa parte de mim
que é ser incontrolável,
que é alma incapturável."
tb há em mim...e axo q é uma das melhores partes ;D

beijos e boa semana!

Larissa disse...

ahhh, essa parte de mim q nao consigo controlar!... :)

Cristal disse...

mto bomm!
eu também tenho 'essa parte' e muitas outras...
quem manda eu ser de gêmeos? :P

André L. Soares disse...

Eu sei,... conheço um pouco essa 'parte de ti', que já até habita em mim, algum tanto. Lindo poema, minha bela poetisa das palavras dóceis. Beijusssssss!

Cláudia Gonçalves disse...

É essa parte translúcida que tentamos sempre esconder, mas que em diversos momentos aflora e se mostra ao mundo, que nos faz correr riscos, colocar fim ao que já está acabado, (re)encontrar os elos perdidos.

Lindo poema. Também tenho esses momentos... graças a Deus!

Bjo, Claudia

JORNALISMO ANTENADO disse...

Oi rita lindo poema..ha uma parte de mim assim também sabia?!
Parabéns pela bela poesia.
Beijos no coração
Márcai Canêdo

0

Em defesa dos Direitos Autorais, a Lei Federal 9.610/98 proíbe expressamente: a) uso comercial dos textos, sem autorização do autor; b) alteração ou criação de obras derivadas; c) exposição dos textos, sem a citação do nome do autor.